Notícia

Vendas de veculos recuam 13,6% em abril

As vendas de veculos caram 13,6% em abril na comparao com maro e
10,2% em relao ao mesmo ms de 2008, totalizando 234,4 mil unidades.
Essa queda, porm, no impediu o bom desempenho dos negcios no
quadrimestre, que quase empatou com o resultado de igual perodo do ano
passado, quando no havia sequer ameaa de crise econmica no Pas.



De
janeiro a abril foram vendidos 902,7 mil veculos (incluindo caminhes
e nibus), ante 909,2 mil um ano atrs. A diferena, de 6,5 mil
unidades, equivale a pouco mais de meia dia de vendas, levando-se em
conta o ritmo dirio verificado no ms passado, de 11.721 unidades, de
acordo com dados antecipados por fontes do mercado.



As
montadoras j contavam com a queda em abril, em parte por causa do
menor nmero de dias teis - foram 20, por causa dos feriados, ante 22
no ms anterior - e pelo movimento de antecipao de compras ocorrido
em maro, quando havia incertezas sobre a renovao do corte do Imposto
sobre Produtos Industrializados (IPI).



Ainda assim, foi o
segundo melhor abril da histria, atrs apenas do resultado de 2008,
quando foram vendidos 261,2 mil veculos. S o segmento de automveis e
comerciais leves vendeu no ms passado 224,5 mil unidades, 14% menos
que em maro e 9,5% menos que em abril de 2008. J o segmento de
caminhes e nibus teve queda de 24,2% de um ano para outro. Ambos
tiveram reduo do IPI, que vigora at o fim de junho.



A
Associao Nacional dos Fabricantes de Veculos Automotores (Anfavea),
que divulgar os nmeros oficiais na sexta-feira, tem manifestado que,
sem o corte do imposto, que zerou as alquotas para modelos 1.0 e
reduziu metade para carros maiores, o mercado teria registrado queda
em torno de 20% a 30% na comparao com o ano passado.



Para Luiz
Carlos Melo, do Centro de Estudos Automotivos (CEA), mais que o IPI, o
que ajudou as vendas acumuladas a ficarem prximas do resultado de 2008
"foi o restabelecimento das condies de crdito que faltaram nos
ltimos meses do ano passado." Alm disso, ele cita a estabilidade no
emprego e da renda no Pas.



"Qualquer perda verificada nos
ltimos meses no foi suficiente para afetar o desejo e, efetivamente,
as compras", afirma Mello. Em sua opinio, a demanda por carros no Pas
segue reprimida e no deve apresentar queda brusca mesmo aps o fim da
reduo do IPI.



No quadrimestre, a Fiat segue na liderana de
vendas de carros e comerciais leves, com 25,3% de participao. A
Volkswagen est em segundo lugar, com 23,6%. Na sequncia esto General
Motors, com 18,9% e Ford, com 11,2%. Os modelos mais vendidos no
perodo foram Gol (89,4 mil unidades), Palio (59,5 mil), Uno (51,4
mil), Fox (39,2 mil) e Celta (38 mil).


Fonte: O Estado S. Paulo
Data: 05/05/2009