Notícia

Gasolina premium blindada do aumento de etanol por vender menos


Globo.com (Auto Esporte)

Luciana de Oliveira


Mais cara, a gasolina premium permanecer, por ora, com 25% de
etanol, enquanto a comum e a aditivada passaro a ter 27% no prximo dia
16. O combustvel mais caro foi blindado porque a associao das
montadoras, a Anfavea, pediu ao governo que deixasse pelo menos uma
alternativa de abastecimento com a mistura antiga para carros com motor a
gasolina, enquanto testes de durabilidade de motor e peas no so
concludos.


Segundo o presidente da associao, Luiz Moan, no foi uma escolha da
Anfavea que essa alternativa fosse a gasolina premium. A deciso foi
tomada em conjunto com o governo e demais entidades do setor.


Pelo volume, evidentemente, ns acabamos concordando que o caminho
melhor seria a gasolina premium, diz o executivo. O combustvel
premium equivale a cerca de 10% do abastecimento do total de gasolina, o
que, junto com o governo, avaliamos que seria suficiente para suprir e
gerar essa alternativa ao consumidor.


Diferena entre as gasolinas


A gasolina premium, que, conforme a bandeira do posto, tem um nome,
difere das demais pela maior octanagem, que a medida de resistncia
presso dentro da cmara de combusto do motor.


a capacidade de resistir, em mistura com o ar, ao aumento de
presso e de temperatura sem detonar, ou seja, sem que a fasca de vela
tenha sido disparada pelo sistema de ignio.


Quanto maior essa capacidade, maior a resistncia do combustvel
detonao, permitindo que motores operem com maiores taxas de
compresso. Por isso, a gasolina premium s ajudar a melhorar o
desempenho de carros com motores de alta compresso. A gasolina premium
de maior octanagem. Para que ela tenha efeito benfico, tem que ser
em motores de maior potncia, que tenham a necessidade de gasolina mais
forte, diz Moan.


Nos demais veculos, a premium no traz vantagem em relao
aditivada. A diferena entre elas e a gasolina comum a presena desses
aditivos, que ajudam na limpeza do motor, o que pode resultar em
consumo mais eficiente.


Teste de 100.000 km rodados


O aumento da proporo de etanol na gasolina comum e na aditivada no
faz diferena para carros com motores flex, cujo sistema est adaptado
para rodar mesmo que s com lcool. Mas, para carros que usam motor
apenas a gasolina, as montadoras dizem que ainda no h concluso sobre
impacto da nova mistura na durabilidade de peas. Esses testes devem
terminar no fim do ms.


O etanol mais corrosivo que a gasolina pura. Os carros nossos, no
s os fabricados (no Brasil), mas tambm os importados, so
desenvolvidos para um teor mximo de 22% de etanol na gasolina, diz o
presidente Anfavea, completando que existia uma elasticidade nesse
limite, tanto que o percentual foi elevado para 25% em 2011.


De 25% para 27%, precisamos fazer um teste que o seguinte: qual a
resistncia dos vrios componentes do veculo que entram em contato com
esse combustvel por pelo menos 100.000 km, explica. Os 27% so o
maior percentual j usado at hoje na mistura gasolina-etanol, segundo a
Agncia Nacional de Petrleo (ANP). A mistura comeou com 4,5% de
lcool, em 1977.


Especialistas ouvidos pelo G1 dizem que o impacto do aumento do
etanol dever ser mnimo, porque a mudana de 2 pontos percentuais
pequena. Mas que, conforme o nvel aumenta, podem aparecer problemas de
corroso, falha na bomba de combustvel e aumento do consumo,
especialmente em modelos mais antigos, sem injeo eletrnica.



Data: 09/03/2015