Notícia

FLEX NA MARRA

Gasolina com 25% de etanol anidro pode prejudicar motor que no bicombustvel?

O brasileiro j se acostumou com a liberdade de chegar ao posto para abastecer o carro e poder escolher entre gasolina e etanol. A tecnologia flex est h dez anos entre ns e hoje representa cerca de 90% das vendas de automveis e comerciais leves no Brasil. A Associao Nacional dos Fabricantes de Veculos Automotores (Anfavea) estima que, na metade deste ano, o Brasil tenha 20 milhes de carros bicombustveis produzidos. Para essa enorme frota, a determinao do governo em aumentar de 20% para 25% a mistura de etanol anidro na gasolina no vai trazer insegurana na hora de abastecer. Mas, para os 10% que compraram carros que bebem s gasolina, a presena de mais etanol no combustvel pode trazer algum prejuzo ao motor e, consequentemente, ao bolso?

Segundo a Anfavea, no, o aumento de etanol na mistura no prejudica o motor nem reduz seu desempenho. De acordo com a entidade, os motores esto preparados para receber gasolina com mdia de 22% de etanol, mas existe uma margem que permite percentuais maiores ou menores. A Anfavea lembra que a medida j foi adotada outras vezes e isso no causa problemas nos automveis.

O professor de engenharia mecnica da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Flvio Figueiredo, explica que a mistura com mais etanol no trar prejuzos mecnicos significativos ao carro que no flex. O que poder acontecer uma manuteno antecipada de determinadas peas no metlicas que, devido ao contato com o etanol, podero apresentar ressecamento, destaca.

E como fica o bolso dos consumidores? Ainda segundo o especialista, o aumento da quantidade de etanol altera o consumo de gasolina. Modifica o rendimento do carro, que passar a consumir mais combustvel, resume.

A no ser que voc rode muito com o carro, provvel que no sinta diferena no acelerador e no bolso com o aumento de etanol na mistura na gasolina. O que deve preocupar o consumidor e as autoridades se os distribuidores e revendedores de gasolina esto respeitando a quantidade correta da mistura. Fique atento!


Fonte: Dirio de Pernambuco - Bruno Vasconcelos
Data: 06/05/2013