Notícia

PREOS DO ETANOL SOBEM COM ENTRESSAFRA E AUMENTO DA DEMANDA

A alta dos preos do etanol nos postos e nas usinas reflete o incio da entressafra da cana-de-acar, com menor disponibilidade do produto. Representantes do setor avaliam que o impacto do reajuste da gasolina na demanda pelo biocombustvel, apesar de favorvel, ainda pequeno. Na semana encerrada em 9 de fevereiro, os preos do etanol hidratado nos postos de combustveis subiram em todos os Estados, exceo de Santa Catarina e Distrito Federal, conforme levantamento da Agncia Nacional de Petrleo, Gs Natural e Biocombustveis (ANP). Nas usinas paulistas, a alta apontada pelo indicador Cepea/Esalq foi de 3,18% na primeira semana de fevereiro. 

So diferentes (setores), pois, enquanto o etanol segue a lei da oferta e demanda, a gasolina passa pelo controle (do governo), diz Fbio Venturelli, presidente do Grupo So Martinho. O diretor comercial e de logstica da empresa, Helder Gosling, acrescenta que a demanda pelo combustvel renovvel vem sendo gradativamente recuperada aps recuar no ano passado. Existe um efeito psicolgico, para o consumidor, de que o que subiu foi  a gasolina, disse. Para Mirian Bacchi, pesquisadora do Cepea, a demanda, de fato, contribuiu em grande parte para a alta do etanol, assim como o reajuste da gasolina. 

Conforme a ANP, na ltima semana, o etanol passou a ser competitivo nos postos tambm no Paran, alm de So Paulo, Gois e Mato Grosso. Essa competitividade, contudo, deve durar pouco, segundo o presidente do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustveis e de Lubrificantes (Sindicom), Alisio Vaz. Ele diz que o etanol hidratado subiu cerca de 5% em fevereiro nas usinas, aumento que ainda no foi repassado s bombas e que, consequentemente, no atingiu os consumidores. Dificilmente, no curto prazo, ele voltar a ser competitivo em outros estados, algo que s deve ocorrer a partir de abril, com a chegada da nova safra.


Fonte: Jornal do Comrcio/RS
Data: 21/02/2013