Notícia

Reservas de petrleo e gs do pas podero chegar a 30 bilhes de barris nos prximos anos

A incorporao das reservas ainda no provadas do pr-sal e os 5 bilhes de barris repassados pela Unio na cesso onerosa elevaro as reservas brasileiras de petrleo e gs para 30 bilhes de barris, nos prximos anos, disse hoje (15) gerente executivo de Desenvolvimento da Produo da Petrobras, Osmond Coelho Jnior, no 24 Frum Nacional, no Rio de Janeiro. Em 2011, as reservas totalizaram 15 bilhes de barris.

O gerente declarou ainda que a rea total do pr-sal atinge 150 quilmetros quadrados, trs vezes o tamanho do estado do Rio de Janeiro, com largura de 200 quilmetros. Esse depsito do pr-sal foi batizado pelos tcnicos da Petrobras de picanha azul, revelou.

Para que a empresa possa explorar todo esse potencial, Coelho Jnior ressaltou a importncia dada pela empresa inovao tecnolgica. A Petrobras enxerga pesquisa e desenvolvimento como um passo inicial para capacitar a engenharia e ter os benefcios do conhecimento mais frente. Ele acrescentou que o objetivo suprir a estatal de solues para as suas demandas.

Em 2010, o investimento da estatal em pesquisa e desenvolvimento somou US$ 1 bilho, o equivalente a 0,8% da receita bruta daquele ano. Em 2011, o valor subiu 50%, atingindo US$ 1,5 bilho, o que correspondeu a 0,9% da receita bruta.

Coelho Jnior ressaltou tambm o aspecto da sustentabilidade. Como se trata de uma indstria poluidora, ela tem que trabalhar a sustentabilidade como pano de fundo, admitiu. Destacou que para continuar avanando nas tarefas, o conceito estabelecido pela presidenta da Petrobras, Graa Foster, vazamento zero.

O gerente executivo disse que o pr-sal pode alavancar o desenvolvimento tecnolgico da Petrobras. Os desafios nessa rea incluem a padronizao de projetos, a concepo de sistemas mais simples, aumento da competitividade em relao aos projetos de companhias estrangeiras, contedo nacional e sustentabilidade.
 
Edio: Acio Amado


Fonte: Agncia Brasil - Alana Gandra
Data: 16/05/2012