Notícia

Gs natural seria pior que carvo

Considerado a alternativa mais limpa entre os combustveis fsseis, o gs natural virou alvo de polmica com estudos que indicam que ele pode ser na verdade pior para o ambiente do que o carvo. A raiz do problema estaria nas perdas durante o processo de extrao. Embora libere a metade do dixido de carbono (CO2) do carvo e 30% menos que o leo diesel pela mesma quantidade de energia quando queimado, o metano um gs-estufa cerca de 25 vezes mais poderoso que o CO2 na reteno de calor pela atmosfera. Assim, o gs que vaza dos poos facilmente anularia sua eficincia na luta contra o aquecimento global.


A discusso teve incio no ano passado, quando Robert Howarth, professor de Ecologia e Biologia Ambiental da Universidade de Cornell, e sua equipe publicaram artigo na revista Climate change em que afirmavam que as perdas na extrao, transporte e distribuio do gs natural eram muito maiores do que as anteriormente estimadas, chegando a 7,9% do total. Agora, novo estudo liderado pela cientista atmosfrica Gabrielle Ptron, da Administrao Nacional de Oceanos e Atmosfera (Noaa) dos EUA e da Universidade do Colorado, diz que os vazamentos no processo de extrao podem ser ainda maiores que os calculados por Howarth.


Ptron pesquisava a qualidade do ar nos arredores de Denver, no Colorado, quando, junto com a poluio urbana comum, detectou forte presena de metano e outros elementos do tipo nas amostras. Novas medies indicaram que o gs vinha de um campo de explorao prximo, batizado Denver-Julesburg, que estaria liberando 4% de sua produo diretamente na atmosfera. A quantidade o dobro das perdas admitidas pelos produtores e acima das estimadas pela equipe de Cornell. Os resultados sero publicados em breve pelo Journal of Geophysical Research.


- Se quisermos que o gs natural seja a fonte de combustvel fssil mais limpa, as emisses de metano tm que ser reduzidas disse Ptron Nature, acrescentando no ver razes para que os nmeros de outros poos e campos sejam muito diferentes. Precisamos analisar seriamente as operaes de gs natural em uma escala nacional.


Nos ltimos anos, os EUA se tornaram um dos maiores produtores de gs natural do mundo graas a uma tcnica polmica apelidada fracking. Corruptela para hydraulic fracturing (fratura hidrulica), ela consiste na injeo de gua e compostos qumicos sob alta presso no subsolo para expulsar o gs preso em pequenos bolses nas rochas. Os crticos afirmam que o mtodo pode provocar a contaminao de fontes subterrneas de gua e desestabilizar o solo, mas seu uso tem sido estimulado pelo governo americano, de olho em opes para tornar a matriz energtica do pas mais autossuficiente e limpa, argumento que comea a ruir com os novos estudos.


timo ter nmeros vindos diretamente do campo comemorou Howarth em declarao Nature. No estou procura de vingana, mas eles esto muito prximos e talvez at um pouco maiores que os nossos.


Como o estudo de Howarth, no entanto, o levantamento de Ptron tambm j objeto de ressalvas por outros pesquisadores. Para Michael Levi, diretor do Programa de Segurana Energtica e Mudanas Climticas do Conselho de Relaes Exteriores, muitas das suposies de Ptron so prematuras, assim como a crena de que o nvel de perdas deve ser semelhante em todos os campos de produo: H dados observacionais fantsticos no artigo. Suspeito que haja muito mais a ser feito para jogar luz sobre os vazamentos de metano. Por enquanto, porm, no estou pronto para confiar em seus resultados.



Fonte: O Globo - Cesar Baima
Data: 16/02/2012