Notícia

Lbia: produo para e petrleo sobe


A notcia, divulgada pelo site do jornal britnico Financial Times,
de que metade da produo de petrleo na Lbia, de cerca de 1,6 milho
de barris dirios, j estaria paralisada fez com que os preos do
produto voltassem a subir com fora ontem. O barril do Brent,
referncia internacional, ultrapassou os US$ 111, enquanto o do tipo
leve americano chegou a ser negociado a US$ 100, recuando um pouco
depois. Em ambos os casos, os preos esto no maior patamar desde antes
do agravamento da crise financeira global, com a quebra do banco Lehman
Brothers, em setembro de 2008, e cada vez mais prximos do recorde
histrico de US$ 147, em julho daquele ano.





Em Londres, o Brent avanou 5,6%, para US$ 111,73. J em Nova York a
alta foi de 2,8%, para US$ 98,10. Segundo a Bloomberg News, a cotao
do leve americano recuou depois de fontes afirmarem que a Arbia
Saudita no esperaria a reunio de emergncia da Organizao dos Pases
Exportadores de Petrleo (Opep) para elevar sua produo.





E h quem espere mais. A corretora Nomura Holdings afirmou ontem em
nota que os preos do barril podem chegar a US$ 220 se, alm da Lbia,
a produo parar na Arglia. O maior temor que os protestos cheguem
Arbia Saudita e retomem no Ir.





Os preos do petrleo no cairo to cedo disse Reuters Shelley
Goldberg, estrategista de commodities da Roubini Global Economics.
No se trata apenas da Lbia, mas do temor de que esses movimentos se
espalhem por todo o Oriente Mdio e Norte da frica. Estamos
provavelmente em um nvel intermedirio das revoltas, com mais pela
frente.





Operaes afetadas em 9 petrolferas




At agora, nove petrolferas BP, Eni, Total, Repsol, Royal Dutch
Shell, Statoil, RWE, OMV e Wintershall suspenderam total ou
parcialmente suas operaes na Lbia e esto tirando seus funcionrios
no pas. A italiana Eni fechou o gasoduto que abastece a Itlia, mas
assegurou que tem estoque para atender demanda.




J a austraca OMV viu suas aes desabarem at 7,8% depois de
anunciar a paralisao de suas atividades na Lbia, onde obtm 10% de
sua produo total. A empresa no tem como compensar essa perda na
produo.





O Financial Times citou nota da consultoria JBC Energy, segundo a
qual o mundo comea a entrar em um verdadeiro choque do petrleo. J
Amrita Sen, analista de energia do Barclays Capital, disse que a
gravidade vai alm da perda de barris. A desestabilizao no mundo
rabe, onde esto as maiores reservas e produo de petrleo e gs do
planeta, de extrema importncia.




Os rebeldes que tentam derrubar o governo de Muamar Kadafi tm
conscincia da importncia da indstria petrolfera para o pas. Um dos
principais ativistas da cidade de Benghazi, que no se identificou por
questes de segurana, disse agncia Dow Jones que os rebeldes que
assumiram o controle de regies produtoras no querem atrapalhar a
explorao.




As operaes de petrleo e gs devem continuar como esto. No
faremos nada contra as empresas estrangeiras porque elas esto ajudando
a Lbia e fazendo seu trabalho.




Segundo a Dow Jones, citando fontes locais, petrolferas no Leste
da Lbia, como Arabian Gulf Oil Company e Marsa Al Brega Refinery,
esto sob o controle de rebeldes pr-democracia. Riad Kahwaji, fundador
do think tank Inegma, disse agncia que os lderes tribais no vo
depredar as instalaes porque sabem que o petrleo sua maior fonte
de renda.




A turbulncia na Lbia continuou pesando sobre as bolsas
internacionais. Tquio recuou 0,80%. Londres fechou em queda de 1,22%,
enquanto Frankfurt e Paris caram 1,69% e 0,92%. Em Nova York, o ndice
Dow Jones recuou 0,88% e a Nasdaq, 1,21%.





O IMPACTO NA PETROBRAS




A empresa ganha com a alta do petrleo, mas poderia ganhar ainda
mais se repassasse para os preos internos dos combustveis a alta das
cotaes no exterior. Desde 25 de janeiro, quando se agravaram os
protestos no Egito - que depois culminaram com a crise na Lbia - a
empresa perdeu R$ 204,1 milhes devido ao descompasso entre os preos
da gasolina e do diesel nos mercados brasileiro e internacional.



Fonte: O Globo
Data: 24/02/2011