Notícia

Cuidado com o combustvel adulterado




O combustvel pode ser a fonte de problemas mecnicos desconhecidos em
carros e motos. Se no forem a fonte, podem agravar os j existentes.
gasolina os golpistas costumam misturar solventes e lcool em excesso.
No caso do lcool - ou etanol - h quem dilua com gua. Especialistas
do dicas para prevenir golpes e orientam os consumidores sobre os
problemas operacionais que podem violar a qualidade do combustvel que
vai no tanque do seu carro.




Segundo o especialista em combustveis, Olvio Fernandes Galo, a
melhor opo evitar os chamados postos de "bandeira branca", ou
independentes. "O mais recomendado abastecer em postos de bandeira",
aconselha ele que tambm professor de Qumica da Universidade
Estadual de Londrina (UEL). Segundo levantamento feito pela Agncia
Nacional do Petrleo (ANP), dos 73 postos autuados no ltimo relatrio
de fiscalizao no Paran, em agosto, 40 eram de bandeira branca.




Galo conta que as fraudes de combustveis mais comuns so a adio
de solvente de borracha e lcool em excesso gasolina. Ele explica que
no primeiro caso ocorre uma reduo na octanagem (que mede a qualidade
por meio da capacidade de combusto) e causa problemas no motor. "No
chega a fundir, mas gera  problemas de regulagem nas vlvulas e bateo
de pinos", explica.




A mistura de lcool em excesso nos carros flex no acarreta riscos
de problemas mecnicos. "Mas se for motor a gasolina o gasto salta de
de 12 km/l para a proporo de 5 km/l. Tambm acontece do motorista
pisar e o carro no responder", diz.




Quando o consumidor no consegue evitar o consumo de combustvel
adulterado importante prestar ateno em possveis rudos no motor.
Segundo Alcides Gonalves, professor de mecnica do Servio Nacional da
Indstria (Senai), existe uma srie de problemas oriundos do uso de
gasolina ou lcool "batizados".




"O motor no funciona bem. Quando o motorista acelera pedindo
potncia, ele no responde. Em carros com injeo eletrnica ocorre o
entupimento dos bicos. E no motor ocorre a chamada formao de borra.
Isso chega a diluir o leo no motor reduzindo sua vida til", argumenta
Gonaalves.




Ele explica que nos carros com caburador o reflexo negativo ainda
maior. "A injeo ainda controla a entrada dos resduos. No carburador
o combustvel passa direto", compara.




Gonalves ressalta que deveriam existir kits para se realizar
testes de qualidade antes do motorista abastecer, em caso de
desconfiana. "S assim para saber o nvel de adulterao. Mas
normalmente quando o motorista sentir o motor falhar ou perder
rendimento tem algum tipo de problema", conta.



Fonte: Folha de Blumenau
Data: 13/09/2010