Notícia

Do lixo ao lucro


A cada ano, so desperdiados R$ 4,6 bilhes no Brasil porque no se
recicla tudo o que seria possvel reaproveitar. S a cidade de So
Paulo, por exemplo, gera mais de 12 mil toneladas de lixo por dia o
que, a casa semana, lotaria um estdio de futebol como o Pacaembu. E,
no planeta, cada ser humano produz cerca de um quilo de lixo por dia, o
que faz com que a Terra gere 400 milhes de toneladas de resduos a
cada ano. Boa parte disso vem das empresas. Mas muitas delas esto
descobrindo no lixo uma importante fonte de receita e tambm de
reconstruo da imagem corporativa.




A sustentabilidade, que no passado era usada apenas como
instrumento de marketing, hoje faz parte do negcio das empresas. Ajuda
a reduzir custos, a ampliar receitas e tambm a melhorar a ltima linha
do balano, ou seja, a do lucro. Ns usamos a cabea para no
desperdiar nada porque a sustentabilidade nos traz muita renda extra,
diz o empresrio Everardo Telles, presidente da Ypioca, um dos maiores
produtores de aguardente do mundo. Na empresa, o bagao de cana
utilizado at para produzir papel.




Histrias como a da Ypioca tm sido cada vez mais comuns no
ambiente corporativo. O McDonalds, por exemplo, utiliza o leo das
frituras para movimentar seus caminhes. A Johnson & Johnson lanou
uma escova em que 40% da matria-prima vem de resduos industriais. Mas
as escolhas das empresas nem sempre so to simples.




Encontrar a equao que combine sustentabilidade e lucro requer
argcia empresarial, inteligncia no planejamento e audcia nas aes
num jogo que no admite erros. Um dos pais do movimento pela
preservao da natureza, o ingls James Lovelock, traz dados curiosos
em seu ltimo livro, Gaia: alerta final.




A energia elica, por exemplo, nem sempre a mais eficiente do
ponto de vista ambiental, segundo Lovelock. Um parque elico de 20
turbinas de um megawatt requer mais de dez mil toneladas de concreto. A
construo de um parque elico de um gigawatt empregaria uma quantidade
de concreto de dois milhes de toneladas, o suficiente para construir
uma cidade para 100 mil pessoas viverem em 30 mil lares. A fabricao
e o emprego dessa quantidade de concreto lanariam um milho de
toneladas de dixido de carbono no ar, diz ele.




De todo modo, as empresas j no podem mais ignorar a economia do
baixo carbono. Nesse sentido, o empresrio sustentvel j no deve ser
apenas um vocacionado: o mercado ir cobrar dele, inevitavelmente, esse
tipo de conduta. A prpria BM&FBovespa possui um ndice de
Sustentabilidade Empresarial (ISE), que agrega empresas com prticas
sustentveis.




Ser incorporado a esse seleto clube requer o cumprimento, risca,
de uma laboriosa carta de compromissos. O cumprimento desse rito
garante ao empresrio um expressivo aumento no volume de papis
negociados. Os fundos de investimento voltados a tais empresas
sustentveis, no Brasil, j tm mais de R$ 1,5 bilho captados.
DINHEIRO selecionou 15 empresas que fazem da sustentabilidade um
negcio rentvel: conectando, singularmente, o lixo industrial ao lucro
financeiro.



Fonte: Revista Isto
Data: 29/06/2010