Notícia

Obama quer usar vazamento para aprovar lei

Em pronunciamento nao na noite de ontem, o presidente dos
Estados Unidos, Barack Obama, usou o vazamento de petrleo no Golfo do
Mxico para pressionar o Congresso a aprovar uma lei de energia e
mudana climtica. E exigiu que a BP, que opera o poo, reserve todos
os recursos que forem necessrios para compensar trabalhadores e
empresas afetados pela imprudncia da companhia.



Horas antes, cientistas haviam divulgado nova estimativa para o
volume de petrleo que vaza, pior que as anteriores. Segundo os dados,
escapam de 5,56 milhes a 9,54 milhes de litros por dia o clculo
anterior era de, no mximo, 8,33 milhes. H quase dois meses o
petrleo sai de um poo a cerca de 80 quilmetros da costa da
Louisiana. O derramamento j equivale a mais de oito vezes o volume
derramado pelo navio Exxon Valdez no Alasca, em 1989, o mais grave
acidente at ento.




Segundo Obama, que se rene hoje com os lderes da BP na Casa
Branca, ser estabelecido um fundo de cauo de bilhes dlares
depositados antecipadamente, de onde sero retirados os recursos para
cobrir limpeza e indenizaes. Esse fundo no ser controlado pela BP,
para garantir que todas as indenizaes sejam pagas rapidamente e de
forma justa, disse. Ser administrado por uma entidade independente.




A Casa Branca tambm quer que a BP subsidie os salrios daqueles
que perderam seu sustento por causa da suspenso da pesca e das
perfuraes de petrleo. A empresa resiste ideia e o assunto ser
discutido hoje. No discurso de ontem, Obama falou durante 15 minutos do
Salo Oval,com transmisso em rede nacional. Foi a primeira vez que ele
se pronunciou do local, reservado para discursos de impacto, como os
feitos pelo ex-presidente George W. Bush nos atentados de 11 de
setembro.




Ele usou o derramamento do poo operado pela empresa BP como mote
para estimular legisladores a aprovar uma lei que est empacada no
Senado e que reduz a dependncia de petrleo. A tragdia que se
desenrola em nossa costa um alerta doloroso para a necessidade de
abraarmos agora um futuro de energia limpa, disse Obama, que no
detalhou o que quer ver na lei. Obama tambm anunciou Michael Bromwich
como novo diretor do Servio de Gerenciamento de Minerais, agncia
encarregada de supervisionar as empresas que exploram petrleo no pas.
A negligncia da agncia em supervisionar a BP foi um dos fatores que
levaram ao desastre ambiental.




O presidente anunciou tambm o estabelecimento de uma Comisso
Nacional para investigar as causas do acidente e fazer recomendaes
para que nada desse tipo volte a acontecer. O derramamento do golfo
como uma epidemia, que vamos combater durante meses ou at anos,
disse.




Restaurao. Obama divulgou a criao de um plano de restaurao do
golfo, para cuidar da recuperao da regio a longo prazo, com
participao de moradores. Ele tambm afirmou que, nos prximos dias ou
semanas, novas medidas implementadas pela BP vo capturar at 90% do
petrleo vazando do poo. E, at o fim do vero americano, segundo
Obama, estar pronto um poo auxiliar, que deve finalmente conter o
vazamento.




A BP afirmou anteontem que j gastou US$ 1,6 bilho com a limpeza
das regies afetadas. Considerando que a empresa deve enfrentar US$ 14
bilhes em multas ambientais se conseguir tampar o vazamento at agosto
e mais at US$ 20 bilhes do fundo de indenizao, a conta chega aos
US$ 35,6 bilhes valor bem maior que os US$ 5 bilhes estimados
inicialmente.





Rebaixamento




A agncia de classificao financeira Fitch rebaixou em seis nveis
a nota da empresa BP, por preocupaes sobre os custos de limpeza da
rea, alm das indenizaes.



Fonte: O Estado de So Paulo
Data: 17/06/2010